As terapias corporais e energéticas, na grande maioria, implicam a doação de energia vital do terapeuta para o paciente, acarretando um desgaste energético. O desgaste contínuo de energia Ki, sem reposição adequada, tende a deteriorar o sistema imunológico, que é a defesa natural do corpo e da mente contra as doenças e os desequilíbrios.

Reiki energiza e não desgasta o praticante, pois a técnica não se utiliza do "Chi" ou "Ki" do reikiano e sim da Energia Cósmica do Universo.

Quando o reikiano aplica Reiki, cerca de 30% da energia aplicada fica com o terapeuta. Diríamos que funciona como uma bonificação divina. Logo, o praticante tem mais energia e disposição do que tinha antes da cura. Após tratar de muitos pacientes, por mais doentes que estejam, o Reikiano geralmente sente-se  mais bem disposto após os tratamentos.

Quanto maior for o uso de Reiki, mais forte se torna o terapeuta, mais benefícios ele faz a si próprio e aos receptores. Quanto mais o reikiano usa esta energia, mais aumenta a sua capacidade de curar, pois os seus canais de condução de energia se abrem-se como consequência da prática.

Desgastar a sua energia pessoal vital durante o dia, sem restituí-la de alguma forma, resulta no desequilíbrio que afecta a sua dinâmica física, emocional, mental e espiritual. Entretanto, Reiki não pode ser encarado como uma forma de substituir a energia proveniente da boa respiração e da alimentação, nem tampouco um substituto para as nossas necessidades de exercícios físicos apropriados.


Copyright © 2003 Reiki Tradicional Usui Shiki Ryoho e Karuna Reiki


Não desgasta o terapeuta
Reiki Tradicional e Terapias Complementares